Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Espero por ti...sempre!

Espero por ti...sempre!

wb.jpg

 

Sabes... aquele lugar...

aquele lugar só nosso

onde o céu é azul,

o dia é calmo

e a brisa corre?!!...

Onde os pensamentos são muitos,

onde ambos existimos,

nós e a nossa música,

para onde fugimos da rotina,

esquecemos mágoas e equívocos…

e guardamos numa caixinha

tudo o que seja problemas…

e ficamos só nós!!...

Nós e o amor…

Onde me sussurras segredos,

onde me fazes sorrir

e me abraças mais e mais…

Onde purificamos a alma

e abrimos os nossos corações…

Lá, sentimos tolerância,

entendimento, paciência e paz…

Onde, nas noites,

caminhamos de mãos dadas…

Onde vivo a emoção

de sentir a música, dançar...

tocar-te… ter junto…

sempre tão cúmplices…

Esse lugar onde sinto

o calor do teu colo,

saboreio os teus beijos

e voamos ambos

para bem longe…

Onde tudo fica florido

proliferam borboletas

e balões coloridos…

Onde o simples

se torna especial...

E mais um dia

das nossas vidas corre…

nesse lugar dos nossos dias

em que permanecemos

um no outro… onde…

tatuo a tua vida

de acontecimentos…

Onde adicionamos

os sonhos um do outro

neste ciclo sem fim…

Onde partilhamos

caminho… paz… harmonia…

Onde nos desejamos…

Onde a minha presença

te faz sentir feliz

e o teu olhar me encanta

pela sua doçura…

É nesse lugar que

sempre quero estar contigo

e apertar-te docemente

no afeto dos meus braços…

Tudo é essencial e especial

e o nosso tempo

sempre se torna generoso…

E sempre, sempre

respiramos o mesmo ar

que alimenta as nossas coisas

e faz esquecer…

as saudades que sentimos…

Gosto de ti assim…

de assim estar contigo…

porque de ti…

não sei não gostar…

E tu sabes bem o lema…

Vai, mas volta…

volta sempre…

 

 

café

 " One Day In Your Life "

    Michael Jackson

imagesBISDMXLD.jpg

 

 

Percorro as estradas da noite...
Onde um dia caminhei contigo ...
Esquinas da noite ...
Muros que seguem todos os passos...
Ternura esquecida e lembrada…
Cansaço de noites...horas
instantes de silêncio...
Do tempo...de ti...de mim
Esperas que entardecem...
Noites que amanhecem...
Espinhos que rasgam a pele...
Amordaçam os gestos...
Percorro a noite fria...
e não te encontro...
Labirintos de solidão...
Onde as vozes gritam no silêncio...
Sinto saudade do teu cheiro…
do teu abraço, da tua pele…
do teu olhar…
saudade de estar contigo…
de poder abraçar-te…
Saudade de dias únicos…
que o tempo não vai apagar…
Essa saudade é a minha alma…
a dizer onde quer voltar!

 

                                      milhas

"Faded"

Alan Walker

 

outono.gif

 

Chegou o outono…

depois do nosso verão mágico…

Um verão cheio de motivos…

bem especiais…

Mais um verão,

sempre junto de ti,

pleno de momentos únicos…

de tantos abraços

em que nos envolvemos….

de tanto carinho partilhado…

Assim foi, nos dias de sol

e nas noites com,

ou sem luar…

Momentos intensos onde

as nossas afinidades

se encontraram

com todo esse carinho…

repletos de alegria,

sorrisos… mãos nas mãos…

Agora, hoje, chega o outono,

mais um dia para viver

como que seja o primeiro!...

Outono dos dias amenos,

das brisas suaves

e ventos leves…

Das cores encantadoras

de que a natureza se veste

para depois se despir

e receber o inverno…

o inverno do nosso aconchego

e mais um Natal das nossas vidas…

Mais um outono para vivermos

lado a lado…

mesmo nos dias

que possam ser tristes…

de saudade ou nostalgia…

Quero estar perto de ti, sempre…

Rir, brincar… dançar, cantar…

Sentir o teu carinho,

o teu sereno beijar,

a paz do teu sorriso…

E… se me mandares calar…

que também seja

com um beijo…

Sempre que adormeça

e acorde no teu colo,

acorde com vários beijos…

Que me faças deixar o mundo

no momento de cada beijo…

Que me procures

e sempre possas encontrar-me

dentro de mim…

Feliz Outono!...

 

 

Café

 

 " Say (All I Need ) "

    OneRepublic

 

 

263.jpg

 

Todos os nossos momentos…

os mais simples…

sem exigências…

sorrindo e rindo

das idiotices um do outro,

ou das ideias mirabolantes…

é como gostar

do sentido dessa vida

contigo feliz ao meu lado…

É passar agarradinhos

uma noite chuvosa

com ventanias a soprar lá fora…

É viver as cumplicidades

dos nossos corações e almas…

É cantar… dançar…

sem dar por que o tempo passe…

Gosto acreditar nos teus sonhos…

que queiras abraçar o mundo e…

muito mais a mim!...

Gosto de te ter ao meu lado

para mimar, fazer carinhos

e saber que os teus vão

também sobrar para mim…

Gosto dos momentos

em que cantas baixinho

as canções que gostamos…

as que dançamos…

Adoro ouças…

o bater do meu coração…

Para mim, gosto de ti assim

e gostarei até que…

a morte nos separe!…

 

 

café

 " Me Gusta Como Eres "

      Ernesto Cortazar

 ( Album: Boleros Vol 4 )

ltc.jpg

 

Cresces na sombra dos meus sonhos…

porque é onde o coração te leva…

Estás em todo o meu pensamento…

porque é onde o coração te leva…

Toda estás em minha alma…

porque é onde o coração, lá… te leva…

De ti recebo,

nestas noites de verão,

todos os teus beijos…

como pétalas de rosa

vermelha como sangue...

Ahhh, os teus beijos…

os teus doces beijos…

são como sedentos

frutos da terra...

a tua prova em mim…

de onde o coração

te leva até mim…

até aqui, onde te espero

nas noites de cada dia…

e nos dias de tantas noites…

Não te quero provar

onde o teu coração te leva…

Até mim te leva…

e é onde sabes

eu adoro provar-te…

e desejo tu me proves...

 

 

café

 " Say You Love Me "

 Jessie Ware, with lyrics

 (Fifty Shades Of Grey)

 

imagesB27EWYP8.jpg

 

 

Que em cada amanhecer do teu dia
nasça contigo uma flor.
Que cada sorriso teu, sejam as pétalas
que torna esta flor mais completa.
Que cada pensamento positivo,
seja o caule que a sustenta.
Que cada passo para a vitória,
seja a terra que a alimenta.
Que cada gesto teu,
seja o sol que fornece energia,
e que o brilho dos teus olhos,
seja a beleza e a simplicidade desta flor,
que me embriaga com o seu perfume
e me encanta com o seu carisma.
Uma flor que se desenvolve
dos pensamentos e se transforma em ti...
Uma flor que vai permanecer intacta às mais
diferentes épocas, aos mais inesperados destinos,
uma flor que nunca vou permitir que desapareça.
Sabes porquê? Porque ela é única como tu!

 

                                            milhas

"Better World" (acoustic version) 

Jan Vesely 

coracoes-1832VoIM7WNj0K.jpg

 

 

Meu coração não descansa…
Um coração criança que insiste…
em me pregar partidas.
Um coração que na realidade está um
pouco usado, meio calejado, muito machucado
e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões.
Um idealista...Um verdadeiro sonhador...
Um coração que nunca aprende.
Que não endurece, e mantém sempre viva a
esperança de ser feliz, sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional…
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado.Tantas vezes impulsivo.
Um desequilibrado emocional…
que abre sorrisos mas que…
também arranca lágrimas.
Um coração tão inocente…
que se mostra sem armaduras
e que me deixa louca.
Um simples coração humano.

Onde quer que vá, vou com todo o coração…
E vou mesmo na tua direção pois…
A saudade é a memória do coração.

 

                                                       milhas

"Only love can hurt like this" (Sub Español ) 

Paloma Faith

l.h..jpg

 

Estávamos sentados,

sentados no chão…

um virado para cada lado,

sem romance para acontecer,

sem perceber em consciência

que, felicidade,

não é permanência,

mas que é sim

a essência do decorrer

de um romance…

Não percebíamos,

embora lado a lado,

que, para ambos,

havia uma razão…

uma razão por desconhecer,

mas que era a razão

de assim ser…

Somos autores e personagens

de uma história

vivida lado a lado,

onde o amor brada mais alto

do que a paixão…

onde, ao dar as mãos,

nesse gesto, compreendemos

que é o momento a acontecer,

e então entendemos,

o que é viver… o que é romance…

o que é viver com prazer o romance

e em tudo encontramos razão…

E continuamos lá,

ali deitados,

perto daquela árvore…

corpos que se encostam…

a escrever romance…

a viver romance…

como que ele

não mais acabe…

Esquecendo a vida,

a razão da vida…

falando de amor…

 

café

 " The Reason "

  Hoobastank ( trad.)

   p. mary martins

imagesX4Y3I6KC.jpg

 

Somos o verso e o reverso…
Sou a partida tu o regresso…
Quando desisto, logo recomeço…
E se confirmo, depois desconverso…
Tu és concentrado, e não és nada disperso.
Eu nego, nego e não confesso…
Tu amigo e o adverso…
Pouco te importa o que pareçe…
É na solidão que me fortaleço…
E entre amigos cresçemos…
Nada queremos e nada te peço…
Apenas entende que…
A cada regresso meu sintas…
Que nunca fui embora…
Pois o tempo é das coisas mais relativas do mundo…
e que não é a distância que afasta…
quando nascemos para nos encontrar.

 

                                              milhas

"Come Home"

One Republic

t.a.y.jpg

 

À porta da minha vida…

apareceste… e essa porta

franqueei completamente,

como quem, para poder dar…

nada pede….

Nas minhas mãos… e em mim…

senti te aconchegaste…

toda… terna…

eterna… do avesso…

Preencheste espaços

no meu minúsculo universo…

coloriste-os… criaste,

como se escrevesses,

momentos únicos…

Senti-me vivo… completo…

como quem vive

a utopia de poemas…

Nos teus lábios sempre li

como que preces de paz…

palavras de animo, soltas…

Ofereces confiança e,

no tempo que não tens…

inventas tempo para

amiga seres de alguém…

Em ti conténs lindas palavras,

por ti entregues, como água

que corre límpida da nascente…

Quando sentes o chão fugir

não sabes mais

sorrir com felicidade,

nem palavras de esperança dizer

como se fossem salmos…

És como oásis salvador…

para todos tens amor…

Nos lábios… sempre

um doce sorriso,

Mas vives sem amor…

Tens uma lágrima escondida

que desta vida

vais levando… como despojo…

Vencida… ou vitoriosa…

mas nunca

vendida ou comprada…

Fizeste de mim

como que menino assustado…

criança ferida…

numa despedida adolescente…

como vingança doce…

e num momento planeado…

selaste a despedida

como folha de outono

solta ao vento…

Nos teus passos…

afastando-te fria…

olhaste para mim

ao infligir dor profunda

para da minha forte fraqueza

teres a certeza…

Deixaste de ouvir

o meu coração descompassado

confundindo-te na multidão…

e então pudeste…

liberta… rir…

Não mais lerei poemas

que falem dos teus abraços…

beijos… sombras ou alegrias…

Ao banco do jardim

não voltamos…

Não caminharei ao teu lado,

não caminharemos lado a lado…

Não desaguarei mais em ti

como rio que procura o mar…

Fui adolescente…

por momentos…

nada deverei lamentar…

e até inocente…

na despedida…

no beijo doce em ti deixado

e no licor amargo do teu beijo,

deixado em mim…

Quando quiseste…

encerraste a história…

não porque eu quis, mas…

mesmo só assim…

poderias ser feliz…

E que sempre

esta certeza tenhas…

espero por ti… sempre!...

 

 

café

“ Me Gustas Cuando Callas “

       ♫ Pablo Neruda ~

     (Voz Alejandro Sanz) V&D

Pág. 1/2